segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

OSCAR ALTERNATIVO: Melhor Atriz Principal - 1946






Rita Hayworth
Gilda
(Gilda)
★★★½

Visão Geral: É difícil admitir, em um mundo que ama Rita Hayworth, que não amei sua performance mais aclamada. É verdade que para uma femme fatale, Hayworth tem todos os quesitos: sensualidade, beleza e uma bela voz. Acontece que, mesmo com tudo isso, talvez ela não tivesse talento o suficiente para segurar todas as inflexões vocais que uma personagem multifacetada como Gilda exige. Não que Hayworth esteja unidimensional no filme, mas ela não lê o texto com tanta destreza, nem parece tão madura na construção de sua personagem. Gilda é uma mulher que todo o homem faria tudo para ter, mas devido à beleza extraordinária e atemporal de Hayworth, porque sua atuação está num nível abaixo disso.

domingo, 7 de dezembro de 2014

OSCAR ALTERNATIVO: Melhor Atriz Principal - 1961





Anna Karina
Uma Mulher é uma Mulher
(Une femme est une femme / A Woman is a Woman)
★★★½

Visão Geral: Eu não sou o maior fã de Godard, mas admiro seu estilo. Na verdade, o que eu mais gosto em seus filmes são as atuações que, ao mesmo tempo em que são bastante realistas, não deixam de conter certo 'q' de caricatura. O maior exemplo disso é a personagem colorida de Anna Karina em Uma Mulher é uma Mulher. Com a abordagem quase adolescente do diretor, o filme traz uma figura feminina passível de paixão de homens e mulheres: bela, divertida, espirituosa, engraçada, apaixonada e profunda. Karina, favorita de Godard, entende, já em seu primeiro papel no cinema, as propostas de seu diretor e dá início a uma parceria que gerou grandes personagens femininas, a em questão, talvez a mais apaixonante.